Documentos necessários para viajar pela América Latina

12 Jul 2019

Por Parktur

Desde junho de 2008, os turistas dos países que compõem o Mercado Comum do Sul, o Mercosul, podem apresentar apenas a cédula de identidade nas viagens realizadas nos locais que formam o bloco. Não é preciso levar passaporte nem visto de entrada.

Moradores dos países que integram o Mercosul podem viajar sem passaporte, apenas com documentos de identificação.

Desde junho de 2008, os turistas dos países que compõem o Mercado Comum do Sul, o Mercosul, podem apresentar apenas a cédula de identidade nas viagens realizadas nos locais que formam o bloco. Não é preciso levar passaporte nem visto de entrada.

A decisão do Conselho do Mercado Comum (CMC), órgão decisório do Mercosul, tem como objetivo facilitar o trânsito de cidadãos para aprofundar a integração regional. Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai são os países fundadores do Mercosul  e Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela integram o bloco como associados. A íntegra do acordo pode ser lida na página brasileira do Mercosul. 

Os documentos de identidade devem ter fotografia atual e, caso gerem dúvidas, pode ser solicitado outro tipo de identificação, também com foto. Confira os registros aceitos em viagens pelos países do bloco:

 

Argentina:

 

•    Cédula de identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Passaporte; 

•    Cédula de Identidade Mercosul expedida pela Polícia Federal;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Brasil:

 

•    Registro de Identidade Civil;

•    Cédula de Identidade expedida por cada Unidade da Federação com validade nacional;

•    Cédula de Identidade de Estrangeiro expedida pela Polícia Federal;

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Paraguai:

 

•    Cédula de Identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Uruguai:

 

•    Cédula de Identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Bolívia:

 

•    Cédula de Identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Cédula de Estrangeiros;

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

 

Chile:

 

•    Cédula de Identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Colômbia:

 

•    Cédula de Identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Cédula de Cidadania;

•    Cédula de Estrangeiro;

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Equador:

 

•    Cédula de Identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Cédula de Cidadania;

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Peru:

 

•    Cédula de identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Carnê de Estrangeiro;

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Venezuela:

 

•    Cédula de Identidade (com data de expedição de até 10 anos);

•    Passaporte;

•   Isento de visto para permanência até 90 dias.

 

Além disso, é preciso apresentar o Certificado Internacional de Vacina Contra Febre Amarela – (ANVISA) em todos os países do bloco, exceto Argentina e Chile. Para a entrada no Brasil, não há obrigatoriedade de comprovação vacinal ou profilaxia, no entanto, o Ministério da Saúde recomenda que os turistas internacionais devem atualizar a sua situação vacinal logo que chegam ao país.

 

Fonte: Ministério das Relações Exteriores