5 dicas para economizar mais nas suas viagens

17 Jul 2019

Por Parktur

Viajar é uma experiência única capaz de agregar conhecimento, cultura, bons momentos e diversão para quem tem essa oportunidade. Porém, sair por aí conhecendo lugares tem um custo. O grande erro é achar que toda viagem envolve muito dinheiro.

Viajar é uma experiência única capaz de agregar conhecimento, cultura, bons momentos e diversão para quem tem essa oportunidade. Porém, sair por aí conhecendo lugares tem um custo. O grande erro é achar que toda viagem envolve muito dinheiro.

Por isso, se planejar e poupar antecipadamente são medidas importantes mas, além disso, saber como gastar seu valioso dinheiro é essencial para desfrutar de um passeio sem estourar o orçamento. Viajar é uma ótima forma de descansar, aprender mais e você não precisa abdicar disso! O segredo, revelado abaixo, é tomar as atitudes certas para ter uma viagem mais econômica.

 

 1. Defina o destino

Certamente, existem cidades com custos mais elevados do que outras. Se você já estipulou um valor máximo para os seus gastos, evite roteiros muito badalados onde qualquer refeição ou saída sejam muito caros.

 

2. Compre as passagens antes

Planeje-se para comprar as passagens de ida e volta com alguma antecedência, especialmente as internacionais (no mínimo 3 meses antes). Assim você vai poder comparar preços entre as empresas.

 

E fique atento ao programa de milhagens do seu cartão de crédito. Se você usa com frequência esse meio de pagamento, pode ser que tenha acumulado uma boa quantidade  de milhas, basta conferir com a sua operadora. Quem sabe dá para trocar por uma passagem e não gastar nada?

 

 3. Busque referências

Se você tem conhecidos que já viajaram para o destino escolhido, converse com eles para saber boas opções de passeios, hospedagens, restaurantes e meios de transporte locais. Também não deixe de perguntar sobre aquilo que é ruim ou não tem um bom custo benefício.  Isso ajuda você a não ficar somente nas referências online, às vezes controversas.

 

 4. Procure uma hospedagem simples

Ficar em hotéis com vários serviços é ótimo, mas o viajante de carteirinha, aquele que quer explorar o local onde se encontra, escolhe opções mais baratas já que o tempo despendido na acomodação é pequeno. Uma cama, em um lugar limpo, com chuveiro quente, wi-fi e boa localização já é o suficiente.

Quando o orçamento não é dos maiores, as opções de hospedagem são os albergues, nos quais normalmente quartos e banheiros são comunitários, e os BnBs (bed and breakfast, em português, cama e café da manhã) em residências familiares.

 

 5. Atenção às taxas

Se você for viajar para o exterior, é importante se lembrar de verificar as taxas de câmbio, de saques e do uso do cartão. Com um pouco de planejamento você pode prever o quanto vai gastar para usar seu dinheiro lá fora, afinal, esses valores também entrarão nos seus gastos.

Geralmente os cartões de crédito tem taxas mais altas se comparados aos cartões de viagem internacional. Esta última opção permite que você insira créditos e gaste no seu destino, já convertidos na moeda local e sem alteração do câmbio (vale o valor fixado no dia da recarga).

Após planejar a sua viagem e definir quanto será gasto, não se esqueça que imprevistos podem acontecer, portanto, não leve a quantia exata de dinheiro e tenha sempre uma reserva para o caso de precisar. Ainda é importante que você anote seus gastos para não sair do orçamento. Com essas medidas simples você poderá aproveitar uma excelente viagem gastando menos.

 

 Fonte: Organizze